19 abril, 2011

"Posso ir ter contigo? Não. (...)- Já estou a chegar! Vens? Ok."

Eu sei que isto para ti não é nada. . Mas também consigo saber que para mim é muito. És muito especial. Conseguiste reacender a chama dentro de mim, fizeste me sentir viva e desejada.
Eu não gosto de despedidas. Tu, sabendo disto, deste um toque mágico ao nosso último encontro. Hoje fizeste-me a melhor surpresa de sempre. Não há palavras para descrever o quanto eu adorei. Há dias em que tudo corre mal, em que todas as pequenas coisas que num dia normal nem sequer se notariam se tornam péssimas. Hoje foi ao contrário: tudo correu bem, desde o mais pequeno pormenor. Eu não tinha expectativas por ter sido tudo tão diferente e tão rápido. O risco que corri, da minha mãe chegar ao meu quarto e ver que eu lá não estava, fez o meu coração bater ainda mais rápido do que quando estou contigo. Chegaste a minha casa com medo de seres visto pelo meu irmão e procuramos logo um sítio seguro, um sítio nosso. Falamos, falamos e falamos. Os 5minutos que te tinha prometido prolongavam-se no tempo. Abraçaste-me e pediste para que te abraçasse com força. Nesse momento a magia apoderou-se de nós. A chuva começou a cair e tu beijaste me como nunca antes tinhas beijado, beijaste como que fosse a última vez. E é, não quer dizer que vamos deixar de ser amigos mas vamos parar de nos despedir assim! Acredita em mim. Já nos tínhamos despedido antes mas nunca como hoje. . . Lembraste quando te perguntei porque é que nós acabamos sempre assim? E tu respondeste:Porque eu não te resisto e tu não me resistes. Agora pergunto como é que nós mantemos acesa, num estado de mínima potência, uma chama que devíamos ter apagado há 2 anos? Se aquilo que sentimos fosse como um ursinho polar podia dizer que o tal sentimento tinha hibernado. Talvez tenhamos mantido a chama acesa com a força das saudades que temos. Talvez tenha sido o desejo de voltar a sentir o que um dia sentimos. Ou... talvez...não haja nenhuma explicação!

20 comentários:

Célia disse...

''Ou... talvez...não haja nenhuma explicação!'' Gosto quando não há explicações, porque se houvesse explicações para tudo não haveria mais nada para descobrir!
Já sabes que adorei o texto (como sempre!) por incrível que pareça, mas estou a ser sincera. Estou muito contente por estares contente porque o teu estado de espírito contagia o meu, mas isso já deves saber :)

Mariana disse...

Está lindo Mafalda! Saudadas, é mesmo isso.. Muitas saudades

bruninha. disse...

não há explicação para os sentimentos. Está tão perfeito, adorei :)

daniel disse...

obrigado (:
a música é a "in my line of business" numa versão alargada, da banda sonora do filme "chloe" ;)

Daniela. disse...

Foi exactamente isso que eu disse. As saudades fazem com que apenas te lembres dos momentos bons que tiveste; daí ser uma tentativa falhada. Afasta-te da realidade (tal como dizes) e apenas te remete para a pessoa da qual sentes saudades.

Daniela. disse...

Se é apenas o lado mau que tem influência em ti, cabe-te a ti fazer com que o lado bom também seja relevante. Quanto ao teu texto:
«Eu sei que isto para ti não é nada. Mas também consigo saber que para mim é muito.» tenho apenas a dizer que, infelizmente, é sempre assim para o nosso lado. Tendemos a dar sempre mais do que aquilo que recebemos, por nosso azar. :/ Força pequenina*

Duarte disse...

ahah, ñ sei explicar bem :s, n tenho mt jeito para isto...

Não foi bem uma ideia, foi mais um conjunto de factores, sempre gostei daqueles assuntos e tambem sou um pouco "anti-tudo" lool, e depois claro sinto-me revoltado com a doente sociedade actual!

P.S Gosto muito do teu blog, parece q tem um pouco de tud, muito bom!

véra* disse...

a única explicação á o amor que sentem um pelo outro * e se assim continuarem , isto não vai passar , vão sempre despedir-se assim e ele irá sempre abraçar-te e beijar-te como se fosse a ultima vez .
julgo eu ( :

inêsf. disse...

gostei * sigo

sofia coelho disse...

há em todo o lado menos em gaia -.-
obrigada, também te sigo (:

Francisca disse...

Obrigada, querida! Também espero que sim, que venham mais meses :b

Gostei muito do teu também! (:
E o mais provável é que não haja mesmo explicação, se calhar, se houvesse já nem era a mesma coisa!

Ricardo Mendes disse...

talvez tenham mesmo sido feitos um para o outro :)
vou seguir!

your love is my name disse...

gostei (:
sigo*

person. disse...

muito obrigada pelo concelho, tens toda a razão querida mas ás vezes é complicado.
adorei o texto, o amor é lindo, as despedidas são horriveis, mas fico contente por nesse caso não ter sido assim :)

Margarida Cardoso. disse...

Muito obrigada, estou a seguir-te :)
Que lindoo *

Maria Inês disse...

obrigada :')
também adoro o teu e também sigo *

V' Gonçalves disse...

Gostei muito do que li :)
Não, o que é?
Vou-te seguir, se poderes faz o mesmo

véra* disse...

de nada fofiinha *.*
; amo os teus textos !:b

N. disse...

gostei :)

driz disse...

epa adorei:)não é para qualquer um escrever e descrever desta forma!bom texto mafs. boas palavras e usadas na perfeição. driz *